Extranet

 

A Prefeitura de Fortaleza lançou, nesta sexta-feira (02/12), o projeto Clube de Xadrez para alunos da Rede Municipal de Ensino. Voltado aos estudantes do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental, a iniciativa integrará a Política de Educação em Tempo Integral e será mais uma estratégia de fortalecimento da aprendizagem.

A apresentação do projeto aconteceu na Escola Municipal de Tempo Integral (ETI) Leonel Brizola, no Planalto Ayrton Senna, com a presença do prefeito José Sarto. “Com o Clube de Xadrez, os alunos vão poder desenvolver uma série de habilidades, como a lógica, o raciocínio rápido e a estratégia. É uma atividade que vai auxiliar a rede municipal no desenvolvimento dos projetos de vida dessas crianças e jovens, e para mim é um prazer lançar esse projeto”, disse o gestor.

A iniciativa irá integrar a Educação Integral como estratégia para o fortalecimento da aprendizagem dos estudantes, com periodicidade semanal de 4h/aula. O jogo se soma ao componente curricular por meio do programa Aprender Mais, que já inclui as disciplinas matemática, língua portuguesa, artes, esportes e formação cidadã.

O ensino do xadrez acontecerá conforme adesão das escolas, via edital que será lançado em janeiro de 2023, por meio do qual a Secretaria Municipal de Educação (SME) vai dar R$ 5 mil para cada unidade que aderir para o investimento em materiais e capacitação dos educadores.

“A nossa política curricular já tem como objetivo desenvolver a matemática e o raciocínio lógico. No Tempo Integral, temos a carga horária ampliada de pelo menos 7h diárias de atividades, das quais 4 podem ser destinadas ao Clube de Xadrez, uma estratégia que vai proporcionar aos estudantes do Ensino Fundamental já irem ao Ensino Médio com um projeto de vida. Eles vão aprender brincando e realizando o desenvolvimento socioemocional”, detalhou a secretária de educação, Dalila Saldanha.

Dentre os benefícios do xadrez para a vida estudantil social e profissional dos alunos estão o aprendizado, sobre tomada de decisões em situações que exigem raciocínio rápido, o desenvolvimento cognitivo e a autonomia, além dos momentos de socialização, conforme exemplifica o professor de inglês e xadrez, Bruno Andrade.

“O xadrez desenvolve o raciocínio abstrato, a capacidade estratégica e de resolução de problemas, mas também tem o componente humano. Ensina a seguir e respeitar regras, conviver com a vitória e a derrota, e se socializar com outras pessoas, pois é um momento da vida que estamos partilhando durante a partida. São valores que eles irão levar para toda a vida”, descreveu o professor.

Com informações do Portal da Prefeitura de Fortaleza