Extranet

 

O prefeito José Sarto realizou, nesta sexta-feira (18/11), visita técnica à obra da Escola de Tempo Integral em construção no bairro Mondubim, que terá o nome ETI Luiz Teixeira Matos. A unidade escolar está com 90% da construção concluída e deve ficar pronta em fevereiro do próximo ano.

Como destacou Sarto, a nova unidade escolar vem para qualificar ainda mais a educação de Fortaleza, que tem tido avanço expressivo nas matrículas em tempo integral.

"Essa escola já está 90% concluída. Já temos mais duas unidades próximas da inauguração e outras nove em licitação e planejamento. Logo, no início do ano letivo de 2023, mais de 400 alunos já serão atendidos nessa escola. Já temos em Fortaleza 31 ETIs e, na Rede de Tempo Integral, contando contra-turno e escolas Areninha, são 132 mil alunos", relatou o prefeito.

Sarto também ressaltou que a política educacional da sua gestão não visa apenas a construção de novos prédios, mas também a valorização dos profissionais.

"Para além de toda essa estrutura, com arquitetura e engenharia modernas, temos também a qualidade dos profissionais que trabalham aqui, da construção até o ensino. Todos trabalham com muito carinho e dedicação", concluiu.

A estrutura da nova ETI dispõe de 12 salas de aulas temáticas, três laboratórios, biblioteca, cozinha, refeitório, auditório, diretoria, secretaria, coordenação pedagógica e coordenação de área, sala dos professores, pátio com projeto paisagístico, ginásio (com quadra poliesportiva coberta, arquibancadas e alambrados), vestiários e depósitos.

Para a construção da nova unidade, estão sendo investidos R$ 13.989.974,54, sendo R$ 8.589.063,65 oriundos do tesouro municipal e R$ 5.400.910,89 do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. A ETI do Mondubim atenderá 420 alunos, do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental.

A Rede Municipal de Fortaleza conta com 31 Escolas de Tempo Integral. Durante a gestão do prefeito Sarto, já foram inauguradas quatro escolas de Tempo Integral nos bairros Vila Velha, Autran Nunes, Barroso e Siqueira, todas entregues à população neste ano. Esta última foi inaugurada no início deste mês.

Ao todo, incluindo a unidade do Mondubim, oito ETIs estão em construção, duas em elaboração de projetos e nove em fase de planejamento. Reafirmando o compromisso de expandir a educação em tempo integral, conforme Plano de Governo, a meta é de construir 22 novas ETIs na gestão do prefeito Sarto. Neste contexto, até 2024, Fortaleza contará, ao todo, com 50 Escolas de Tempo Integral na Rede Municipal.

"A política de tempo integral está sendo fortalecida com o prefeito Sarto. Os investimentos na infraestrutura vêm para nós aplicarmos a nossa proposta pedagógica, que prioriza o desenvolvimento social, cognitivo e motor das crianças. Nas ETIs, o jovens terminam os estudos no tempo certo, aprendem mais e entram em outras escolas e instituições de ensino com melhor preparo", pontuou Dalila Saldanha, titular da Secretaria Municipal da Educação (SME)

Samuel Dias, secretário municipal da infraestrutura (Seinf), relatou que o projeto das ETIs busca ir além dos prédios, também auxiliando na diminuição das desigualdades na capital.

"Esse é mais um equipamento da estratégia de governo do prefeito Sarto. Toda essa qualidade é um investimento para mudar a realidade das crianças que moram nos bairros mais necessitados da cidade de Fortaleza", comentou Samuel.

Nas escolas desta modalidade, os estudantes vivenciam rotinas e práticas para uma formação interdisciplinar, com o apoio de equipes pedagógicas de formação especializada. Na rotina, os alunos contam com três refeições diárias e acompanhamento pessoal realizado pelos Professores Diretores de Turma, além de disciplinas que pautam temas como protagonismo e projeto de vida, disciplinas eletivas escolhidas por professores e alunos, e atividades laboratoriais de Informática, Biologia, Química, Física e Matemática.

Ensino integral de Fortaleza

Reconhecida como destaque na educação nacional, Fortaleza é a capital brasileira com maior cobertura de matrículas em tempo integral. Pelos dados do Censo Escolar da Educação Básica 2021, divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), 56% dos alunos da rede pública estão matriculados nesta modalidade nas Escolas de Tempo Integral, Centros de Educação Infantil e nos programas de jornada ampliada.

Conforme o estudo, Fortaleza superou Curitiba, que ficou em 2º lugar com cobertura de 42,5%, e Belo Horizonte, que registrou a marca de 40,3% de matrículas em Tempo Integral.

A capital cearense já havia sido reconhecida como maior cobertura no País no Censo Escolar 2020, quando possuía 49,1% dos alunos matriculados em Tempo Integral.

 Com informações do Portal da Prefeitura de Fortaleza