Extranet

 

A preparação iniciou para os alunos líderes de turma que vão concorrer ao 1º grêmio estudantil da Escola de Tempo Integral (ETI) Maria da Hora, no Autran Nunes (Distrito de Educação 3). A unidade escolar promoveu um encontro formativo, nos últimos dias 21 e 24, para cerca de 25 estudantes que pretendem disputar uma vaga na agremiação. A formação teve suporte da Secretaria Municipal da Educação (SME), por meio da Célula de Fortalecimento da Autonomia Escolar.

A capacitação teve o objetivo de potencializar o protagonismo juvenil dos alunos que desejam concorrer à liderança escolar. Inaugurada no mês de fevereiro deste ano, a ETI irá realizar a eleição para o grêmio no final do mês de agosto. "O encontro se tratou de uma formação integral, com a participação de alunos, professores, gestores, funcionários e algumas mães. Foi um momento de discussão sobre a importância da liderança no âmbito escolar, das boas atitudes rumo a um ambiente escolar saudável e corresponsável", explica o diretor da unidade, Thiago Viana.

Os aprendizados obtidos no encontro formativo são considerados bagagens necessárias para a aluna Karina Maciel Rodrigues, do 8º ano, que vai concorrer ao grêmio escolar. A jovem planeja levar o que aprendeu para colocar em prática na gestão estudantil, caso conquiste uma vaga. "Aprendi muitas coisas na formação que vou levar para minha liderança, como as críticas que sempre vem. Acho importante um grêmio para tratarmos de assuntos dentro da escola... para termos um bom convívio e sempre melhorar o nosso desempenho", considera.

O estudante Bruno Gabriel Galego, do 9º ano, também vai concorrer à eleição. Ele justifica o motivo de desejar fazer parte da primeira agremiação da escola: “sinto que posso ser a voz da minha sala e dos alunos. Acho muito importante a formação de um grêmio escolar… é uma forma de poder escutar os alunos que, querendo ou não, têm vergonha de falar em público. Podemos ser uma assembleia para mediarmos os dois lados, tanto do estudante como do professor”.

Grêmios escolares

A Secretaria Municipal da Educação (SME) tem a meta de atingir o percentual de 100% das unidades de Ensino Fundamental II da Rede Municipal com grêmios estudantis. O trabalho de criação das agremiações tem por objetivo eleger grupos responsáveis pelo desenvolvimento de atividades culturais, esportivas, sociais e de cidadania.

"O grêmio estudantil é um mecanismo de fortalecimento do protagonismo juvenil junto às unidades escolares de Fortaleza. É uma forma de dar voz aos nossos alunos para que se sintam coparticipantes da gestão escolar", afirma Adriano Nascimento, gerente da célula de Fortalecimento da Autonomia Escolar da SME.