Imprimir



Comprometimento coletivo no combate às arboviroses nas unidades municipais. Eis a repercussão do “Dia D” contra o Aedes, promovido todas as quartas-feiras na Rede de Ensino. A programação, que segue engajando a comunidade escolar desde abril deste ano, engloba trabalhos educativos voltados ao enfrentamento do mosquito vetor da dengue, chikungunya e zika. Para conhecer mais, veja mais uma sequência de atividades desenvolvidas pela comunidade escolar na última semana!

Parte de uma ação conjunta promovida pela secretarias municipais de Educação (SME) e Saúde (SMS), a iniciativa do “Dia D” compõe o portfólio de atividades necessárias para o Selo Escola Amiga da Saúde: Todos contra o Aedes 2022. Participam todas as unidades da Rede Municipal. O selo tem o objetivo de fomentar a participação das crianças, adolescentes, educadores e comunidade escolar nas ações de mobilização, conscientização e prevenção de doenças causadas pelo Aedes aegypti.

Compartilhe as atividades

Para divulgar as ações que estão ocorrendo nas unidades escolares, basta enviar o nome da unidade, fotos e um depoimento sobre a atividade para o e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Responda também as perguntas: "turmas, professores e número de alunos envolvidos?" e "quais aprendizados os alunos tiveram?". Participe e compartilhe os trabalhos realizados pela sua unidade!



Unidade escolar: Centro de Educação Infantil e Escola Municipal Professora Edith Braga (Distrito 6)
Professoras responsáveis: Mirian, Elisabete e Ítala
Turmas envolvidas: 140 estudantes do Infantil 4 ao 1° ano
Mais sobre as atividades: Com uma perspectiva lúdica, a unidade abrigou dinâmica que envolveu os alunos em uma dramatização sobre as doenças causadas pelo Aedes. Além da apresentação, os personagens interpretados pelas crianças passearam por diversas salas de aula, a fim de transmitir conhecimento para outros colegas.

Dentre as propostas da semana, cartazes e gravuras produzidos para uma passeata e, ainda, observação conjunta aos possíveis focos do mosquito. O ciclo reprodutivo do Aedes e as tarefas preventivas para diminuir a proliferação das arboviroses foram alguns dos aprendizados obtidos pelos estudantes que participaram das ações.



Unidade escolar: Escola Municipal Professor Francisco Maurício de Mattos Dourado (Distrito 2)
Turmas envolvidas: 1° ao 5° ano
Mais sobre as atividades: Uma peça teatral foi a performance escolhida para enfrentar o Aedes aegypti na escola municipal. Por meio da sensibilização dos alunos, os professores trabalharam o entendimento sobre os cuidados diários a serem tomados em casa, na escola e na comunidade para evitar a contaminação do mosquito.



Unidade escolar: Escola Municipal de Tempo Integral Professor Álvaro Costa (Distrito 2)
Alunos envolvidos: Gustavo William Fontes e Laura Maria dos Anjos
Coordenadora responsável: Bruna Donato
Mais sobre a atividade: A limpeza dos ambientes é uma das principais tarefas para manter distante o mosquito Aedes aegypti. Esta foi a ação difundida pelos estudantes da ETI Professor Álvaro Costa na mobilização da última semana. Envolvendo diálogos com pais e responsáveis, a atividade buscou abordar dados relativos às arboviroses e informar sobre a responsabilidade coletiva acerca das medidas preventivas.



Unidade escolar:
Centro de Educação Infantil César Cals de Oliveira Neto (Distrito 6)
Mais sobre a atividade: As crianças do CEI revisitaram as ações de combate ao Aedes já reforçadas pelos professores em sala de aula. Uma exposição realizada pelo Núcleo de Educação em Saúde e Mobilização Social (Nesms) apresentou diferentes criadouros do mosquito às crianças e, também, aos pais/responsáveis. Na ocasião, foram explicadas possíveis tarefas de eliminação dos focos do mosquito. A iniciativa contou com a participação de professores, agentes, estudantes, comunidade escolar e coordenação.



Unidade escolar: Escola Municipal Luís Ângelo Pereira (Distrito 2)
Mais sobre a atividade: Uma visita de agentes do Batalhão de Policiamento de Prevenção Especializada (BPEsp) e do Grupo de Segurança Escolar (GSE) fez parte da programação do “Dia D” contra o Aedes na Escola Municipal Luís Ângelo Pereira. Em conversa sobre os perigos das arboviroses, as crianças receberam informações didáticas sobre formas de contágio e prevenção, a exemplo dos cuidados no descarte do lixo produzido nas próprias residências.



Unidade escolar:
Centro de Educação Infantil Ana Maria Medeiros (Distrito 6)
Turma envolvida: Infantil I
Mais sobre a atividade: Um mosquito preto com listras brancas no tronco, na cabeça e nas pernas. Numa atividade de colagem, os pequenos da Educação Infantil aprenderam sobre a aparência e as ameaças do Aedes aegypti. Por meio de uma linguagem narrativa, a professora responsável pelo Infantil I chamou a atenção dos alunos para as formas de evitar a dengue, zika e chikungunya.



Unidade escolar:
Centro de Educação Infantil José Moreira Leitão (Distrito 6)
Turma envolvida: Infantil V
Mais sobre a atividade: Após momento de conscientização e informações sobre as arboviroses, a comunidade escolar do CEI promoveu uma caça aos focos do Aedes. Professores e estudantes realizaram vistoria pela área interna e externa da instituição em busca de possíveis criadouros. A atividade promoveu a interação entre as crianças, além da atenção à limpeza dos ambientes.