Imprimir

Aula expositiva, música educativa e receita de repelente para fazer em casa. Estas foram algumas estratégias utilizadas pelos alunos da Escola Municipal Lenira Jurema Magalhães, no bairro Monte Castelo (Distrito 3), nesta quarta-feira (25/05), durante as ações do “Dia D” contra o Aedes aegypti. Esta iniciativa ocorre semanalmente em todas as unidades municipais, dentro do plano de ação do Selo Escola Amiga da Saúde: Todos contra o Aedes 2022. A agenda é realizada pela Prefeitura de Fortaleza, por meio das secretarias municipais da Educação (SME) e Saúde (SMS).

Questionada se já conhecia o mosquito transmissor de doenças como dengue, zika e chikungunya, a aluna Micaele da Silva, do Infantil V, diz que contou com a ajuda da professora para entender sobre as arboviroses. “Aprendi mais sobre o mosquito com uma música ensinada pela tia na sala de aula”, relata a estudante, que foi a cantora da apresentação musical da turma, com a canção educativa “Zum Zum Zum Zum Zum”, de autoria de Yasmin Veríssimo, que convida os pequenos a unirem as forças para o combate ao mosquito.

Além da música, os alunos aprenderam uma receita de repelente caseiro, desenvolvida pela turma do 3° ano, a fim de estender as medidas preventivas. Para o aluno Mateus Lima Rodrigues, a atividade trouxe diversão e perspectiva de cuidado coletivo. “Foi bastante divertido aprender com a professora sobre os ingredientes. A gente usou álcool de cereais, cravo da índia e óleo de amêndoas. Estamos ajudando os colegas para que ninguém precise faltar aula”, explica.

De acordo com a coordenadora da unidade escolar, Izabel Resende, a programação desta semana se insere num cenário de discussões já enfatizadas durante o ano letivo. “Hoje, tivemos aqui uma equipe de agentes da Secretaria da Saúde que veio para reforçar um trabalho que já tem sido feito: como devemos proceder para cuidar dos nossos espaços e diminuir a proliferação dessas doenças na escola e em casa. O evento contou também com maquete e instruções sobre os insetos transmissores da leishmaniose”, conta Izabel.

Ação é promovida às quartas-feiras em todas as unidades escolares, por uma iniciativa conjunta das secretarias da Educação e Saúde

Multiplicadores de cuidados
Mais do que serem estimulados a discutir sobre o combate às arboviroses, a Rede Municipal incentiva os alunos a serem multiplicadores das ações de prevenção. “Os estudantes devem ser agentes de endemias dentro da própria casa, ensinando as famílias sobre as tarefas a serem adotadas para conter as doenças transmitidas pelo Aedes”, ressalta o educador em saúde Augusto César, que esteve presente na programação da Escola Municipal Lenira Jurema Magalhães.

A agenda contra o Aedes nas unidades escolares vem ocorrendo desde abril e segue até outubro. Andréa Peres, gerente da Célula de Assistência ao Educando da SME, contextualiza dizendo que “essas atividades envolvem alunos, professores, pais e toda a comunidade escolar. Além de ajudar na conscientização da luta contra o mosquito, tem o caráter preventivo e de promoção da saúde, estimulando o protagonismo estudantil”.

Selo Escola Amiga da Saúde
As atividades realizadas no "Dia D" contra o Aedes fazem parte do portfólio de ações que as unidades estão realizando para obterem o Selo Escola Amiga da Saúde: Todos contra o Aedes 2022. Participam todas as unidades da Rede Municipal. O selo tem o objetivo de fomentar a participação das crianças, adolescentes, educadores e comunidade escolar nas ações de mobilização, conscientização e prevenção de doenças causadas pelo Aedes.

Compartilhe as atividades
Para divulgar as ações que estão ocorrendo nas unidades escolares, basta enviar o nome da unidade, fotos e um depoimento sobre a atividade para o e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Responda também às perguntas: "turmas, professores e número de alunos envolvidos?" e "quais aprendizados os alunos tiveram?". Participe e compartilhe os trabalhos realizados pela sua unidade!