Imprimir

 

A Secretaria Municipal da Educação (SME) promoveu durante todo o mês de maio, com os estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA), a ação: educação das relações étnico-raciais: população negra e povo cigano. A iniciativa segue as orientações do Ministério da Educação (MEC) para a eliminação de discriminações e promoção da inclusão com intervenções pedagógicas relacionadas à diversidade: culturas, questão ambiental, intergeracionalidade, artes, autoestima, linguagens, saúde, literatura e corporeidade.

Para vivenciar essa ação, houve momentos de palestras e oficinas cujos temas geradores foram os valores humanos: Não violência, justiça social e respeito à vida. Duas atividades se destacaram: Desfile Beleza Negra e a Oficina de Educação Popular em Saúde da População Negra. Para Cristiano Pereira, coordenador da Igualdade Racial da Secretaria de Cidadania e Direitos Humanos (SCDH), o “Desfile Beleza Negra” teve como objetivo falar da negritude e empoderar negras e negros, principalmente a juventude negra estudante da rede pública. Já Carlos Eduardo Araújo Almeida, coordenador do Ensino Fundamental, afirma que "a escola precisa ter um olhar diferenciado para os alunos e incluí-los no seu cotidiano".

A iniciativa é uma parceria da SME, por intermédio da Célula da EJA e Diversidade, com o terapeuta ocupacional Pedro Marinho Júnior da Escola de Saúde Pública do Ceará e com a SCDH.