Extranet

 
 
A Prefeitura de Fortaleza lançou, na tarde desta quarta-feira (04/12), o programa Mais Gestão na Educação – Mais Investimento, Mais Inovação, Mais Avanços. A iniciativa, anunciada em solenidade na Academia do Professor Darcy Ribeiro, prevê o fortalecimento da política educacional municipal por meio de diversas melhorias no âmbito pedagógico, administrativo, financeiro e gestor participativo democrático.

Acompanhada pelo prefeito Roberto Cláudio, a titular da Secretaria Municipal de Educação (SME), Dalila Saldanha, informou o intuito da proposta: “Este programa resulta de demandas dos gestores e da categoria representativa dos professores. Nosso objetivo é continuar trabalhando para ofertar melhores serviços aos nossos alunos e melhores condições de trabalho aos nossos profissionais, qualificando o processo educativo e melhorando a aprendizagem”, introduziu.

Previsto para 2020, o Programa receberá investimento de cerca de R$ 45 milhões. As ações planejadas visam ao cumprimento de metas estabelecidas no Planejamento Estratégico da SME. “Estão previstas ações vinculadas à formação, à qualificação e ao aprimoramento do processo de aprendizagem. Fortalecer as estruturas de apoio é um meio fundamental para que os processos gerenciais possam fluir e garantir que a aprendizagem aconteça de forma adequada. Para isso, estamos contando com a atuação da Secretaria Municipal da Educação e de parceiros institucionais, como a Fundação Lemann, o Google e o Instituto Bem Comum”, afirmou o Prefeito.
 

Projeto prevê o fortalecimento da política educacional municipal 
As intervenções contemplam três eixos
 
Eixo pedagógico:

As melhorias pedagógicas incluem a implantação de Núcleos Multiprofissionais de Atendimento, com a oferta de atendimento psicológico na Rede Municipal, a qualificação do programa de formação continuada de professores e gestores, além da implantação de salas de inovação educacional. “O intuito é qualificar a nossa formação para avançar nos resultados e inovar nas práticas pedagógicas”, completou Dalila.

A secretária da Educação garantiu ainda que, dentre as ações previstas, destaca-se a estruturação de material pedagógico direcionado aos alunos do 5º e do 9º ano. Nesse sentido, o estudo da Matemática e da Língua Portuguesa será aprimorado. “Isso ajudará a educação municipal a superar os avanços já obtidos”, disse.

 

Ações visam ao cumprimento de metas estabelecidas no Planejamento Estratégico da SME
 
Eixo administrativo e financeiro:

A dimensão administrativa e financeira engloba a reestruturação do quadro de profissionais de apoio à gestão. Nessa perspectiva, serão contratados auxiliares administrativos financeiros para 100% das escolas de tempo parcial. Além disso, será ampliado o quadro de manipuladores e de zeladores.

“Vamos investir para melhorar as condições de trabalho. O auxiliar administrativo financeiro irá apoiar o trabalho da escola na dinâmica dos recursos e na administração do prédio. Os demais profissionais atuarão para oferecer maior conforto à nossa comunidade escolar”, apontou a Secretária.

O fortalecimento do Programa Manutenção e Desenvolvimento do Ensino (PMDE), a aquisição de computadores para a área administrativa, além do redesenho de fluxos e processos internos completam a lista de melhorias estabelecidas.
 
“Também teremos formação para fomentar a participação dos jovens e das suas famílias por meio do aplicativo 'Diga aí, Escola'. Serão tótens equipados com tablets que ficarão instalados em todas as unidades da Capital, aproximando a comunidade e atendendo às suas demandas”, acrescentou Dalila Saldanha.


Elizabeth Frota Cortez, diretora da Escola Municipal José Carlos de Pinho

Eixo gestão participativa democrática:

Dentre as diretrizes previstas para o aprimoramento da gestão, destacam-se o fortalecimento do monitoramento da frequência escolar e do Programa Busca Ativa, com a contratação de articuladores e agentes de campo, como da Mediação e Cultura de Paz, com a criação dos embaixadores da paz nas escolas.

“Há 10 anos, a evasão escolar girava em torno de 11%. Hoje, estamos com 0,6%. O ideal é chegar a zero. A ideia é de fortalecer os monitores e garantir que o aluno fique dentro da escola”, informou Roberto Cláudio.

A segurança escolar também será ampliada por meio da implantação de videomonitoramento em todas as unidades da Rede, com câmeras integradas aos órgãos de Segurança Pública.
 
Iniciativa bem avaliada
Elizabeth Frota Cortez, diretora da Escola Municipal José Carlos de Pinho, avaliou positivamente as novidades. “Esses fortalecimentos contribuem para que o trabalho da gestão cresça e se torne ainda mais produtivo. Com essas ações, iremos consolidar melhores resultados, focados em conquistar o patamar de 0% de abandono escolar, a alfabetização de 100% dos nossos alunos na idade certa, entre tantos outros. Este é o foco de todos os gestores. A Prefeitura trabalha nessa proposta”, comemorou.

Programa Mais Ação

De acordo com Dalila Saldanha, o investimento destinado ao Programa Mais Gestão irá fortalecer as iniciativas em desenvolvimento pelo Programa Mais Ação. “O Mais Ação já contempla toda a parte de infraestrutura das escolas, além de novos equipamentos. São 208 unidades passando por reformas executadas, iniciadas ou a iniciar, 36 Centros de Educação Infantil em construção e 26 Escolas de Tempo Integral e Tempo Parcial. São investimentos superiores a R$ 300 milhões”, finalizou.

Com informações do Portal da Prefeitura