Extranet

 

Crianças da Rede Municipal assistem espetáculo sobre sustentabilidade

 
 
Como parte da programação da Semana da Criança na Rede Municipal, 74 crianças da Escola de Tempo Integral Ambiental Dra. Francisca de Assis Canito da Frota, localizada no São João do Tauape (Distrito 2), e da Escola Municipal Irmã Simas, da Sapiranga (Distrito 6), conferiram, na manhã desta terça-feira (08/10), no Teatro do Via Sul Shopping, o espetáculo Ipêzinho – O menino árvore, protagonizada por alunos da Educação Infantil e Ensino Fundamental do Centro de Educação Vital Didonet.
 
A história do espetáculo é fundamentada a partir de ações coletivas de sustentabilidade que transformaram o dia a dia de uma comunidade e de uma escola, em Fortaleza, na busca por melhoria e preservação de um espaço público e do meio ambiente. Durante muitos anos, havia um terreno baldio repleto de lixo nas proximidades da escola, o fato incomodava tanto os moradores quanto pais, estudantes e professores. Diante disso, todos decidiram transformar o local em um espaço de lazer e integração, que hoje é conhecido como “Praça dos Ipês”. 
 
 
 Alunos assistiram o espetáculo Ipêzinho – O menino árvore
 
Pela primeira no teatro, a aluna Cibelly Lima, do 2º ano da ETI Ambiental Dra. Francisca de Assis Canito da Frota, demonstrou entusiasmo e encantamento com cada cena do espetáculo teatral. “Gostei muito da peça e, com certeza, vou querer assistir outras apresentações. Na escola a gente aprende como cuidar do Meio Ambiente e aqui aprendi ainda mais”, relata. Para a professora Cristiane Mesquita, também da ETI Ambiental, momentos como esse são muito importantes para os alunos, pois possibilitam o aprendizado de forma diferente e lazer.
 

Sobre a História
Ipêzinho, o menino árvore e outras cinco crianças vivem uma grande aventura ao enfrentar uma batalha em defesa da Sustentabilidade e do Meio Ambiente. A história, baseada em fatos reais, se passa na Praça Dos Ipês, localizada no Bairro Cidade dos Funcionários, em Fortaleza. Ipêzinho e seus amigos lutam em defesa da preservação do espaço e tentam proteger a Praça de uma empresária que almeja derrubar as árvores para construir um prédio comercial no local. Para enfrentá-la, as crianças e o “menino árvore” contam com a ajuda da Caipora, uma índia mágica, e dos pais do Ipêzinho.