Extranet

 

Prefeitura lança Projeto Integração Idiomas

 
 
O prefeito Roberto Cláudio lançou, na manhã desta segunda-feira (26/08), o Projeto Integração Idiomas, no auditório do Instituto Municipal de Desenvolvimento de Recursos Humanos (Imparh). A iniciativa irá possibilitar o aprendizado de línguas estrangeiras aos alunos da Rede Municipal de Ensino no contraturno escolar. Como ato simbólico, o Prefeito entregou um kit do Projeto ao aluno Danilo de Sousa Fernandes, da Escola Municipal Vicente Fialho.
 
“Este é um programa dirigido para o reforço escolar, para mais horas de aprendizagem, com foco no ensino de Inglês e Espanhol de forma simultânea. É bom dizer que o Imparh já se consolidou como uma das mais sólidas estruturas públicas de ensino em segunda língua, com professores treinados e metodologia vencedora”, disse Roberto Cláudio, anunciando ainda que o projeto deverá ser ampliado em um futuro próximo. “Planejamos chegar a mil vagas em 2020 e estamos nos preparando para expandir o projeto para as outras Regionais”, completou.
 
 
 
Nesta fase inicial, o Integração Idiomas contempla 400 estudantes do 8º ano que cursarão quatro semestres letivos de Inglês e Espanhol, distribuídos em quatro módulos, incluindo a oportunidade de fortalecer os conhecimentos em Língua Portuguesa e Matemática. Ele tem duração de dois anos para cada turma, ou seja, os alunos participarão durante o 8º e 9º anos.
 
No decorrer das aulas, os estudantes terão acesso a atividades pedagógicas que articularão conteúdos da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) com cursos de línguas estrangeiras ministrados por professores do Imparh. As ações pedagógicas serão acompanhadas pelo Núcleo Gestor Escolar, pelos coordenadores de Polo e pelos Distritos de Educação sob orientação da Coordenadoria de Ensino Fundamental da Secretaria Municipal de Educação (SME).
 
Dalila Saldanha, secretária da Educação, contou que a iniciativa promove um acompanhamento integral. “Existe toda uma estrutura. Contamos com um padrão das salas de aula, estrutura adequada para que os meninos tenham concentração para desenvolver mais 15 horas semanais de aula, além das 20 que já têm nas escolas de origem. Terão almoço, lanche, transportes para as escolas que não são próximas e todo acompanhamento pedagógico”, declarou.
 
 
 
Para a estudante da Escola Municipal Vicente Fialho, Ane Caroline de Sousa Menescal (15), essa é uma chance única que pode modificar uma vida. “Acho uma oportunidade muito boa para o aluno da escola pública. Quero que todos se esforcem na minha sala, pois é uma oportunidade que quase ninguém tem e vamos poder aproveitar. Vou me esforçar bastante, porque vai me ajudar quando for arrumar um trabalho, na faculdade, uma oportunidade que não conseguiria, porque é um custo caro”, atentou.
 
Ao todo, oito Centros de Ensino da Regional IV contam com a novidade. São as Escolas Municipais Walmar Barros, Zaíra Gondim, Thomas Pompeu, Cláudio Martins, Manuel Cordeiro Neto, Manuel da Silva Gomes, Vicente Fialho e Projeto Nascente. O Projeto Integração Idiomas é promovido com apoio do Instituto Municipal de Desenvolvimento de Recursos Humanos (Imparh) e Secretaria do Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog).
 

Programas de Fortalecimento da Aprendizagem 

Com o objetivo de complementar o conteúdo ensinado nas escolas de tempo parcial e ampliar a carga horária dos alunos em 15 horas semanais no contraturno escolar, os Programas de Fortalecimento da Aprendizagem comportam atividades voltadas à melhoria da qualidade do ensino, além de contribuir para elevar os índices de aprendizagem. O projeto é voltado para alunos do 1° ao 9º ano, promovendo educação integral e integrada e articulando a educação formal com vivências artísticas, esportivas e sociais.

 
Tempo Integral
 
A Prefeitura de Fortaleza vem investindo amplamente na política de tempo integral da Cidade, buscando ampliar a jornada de estudos e fortalecer o aprendizado. Atualmente, na Rede Municipal de Ensino, das cerca de 221 mil matrículas, 39,2% são em unidades de tempo integral. Ao todo, 277 escolas possuem ensino em tempo integral.
 
Prioridade na gestão municipal, a política educacional executada em Fortaleza foi reconhecida pelo Censo Escolar da Educação Básica 2018, divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). De acordo com esses dados, Fortaleza é a 3ª capital do Brasil e 1ª do Norte e Nordeste em matrículas no tempo integral.