Extranet

 

[SME NA BIENAL] Musicais, peças teatrais e recital de poesia são atrações nesta terça-feira (20/08)

 

 

As atividades culturais e artísticas de estímulo à leitura, desenvolvidas nas escolas municipais, seguem atraindo o público e alunos que visitam o salão da SME, na Bienal Internacional do Livro do Ceará 2019! Por dia, mais de 1 mil alunos da Rede Municipal conhecem o evento e podem conferir a programação do espaço. Nesta terça-feira (20/08), houveram apresentações de musicais, peças de teatro, recital de poesia e cordel e café literário com alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA). 

Confira aqui a programação completa dos próximos dias

Uma das apresentações da tarde foi a do coral da Escola Municipal Parque São Miguel, da Lagoa Redonda (Distrito de Educação 6), com alunos do programa Mais Educação, que saíram pela primeira vez da escola para cantar no palco da SME na Bienal. Pela primeira vez na Bienal, a aluna Eloa Lopes, do 3º ano, diz que estava ansiosa para subir ao palco e cantar. "Sempre gostei de cantar. Tenho amor pela música e gosto muito de participar desse projeto na escola. Foi muito legal o dia, andei de escada rolante e deu tudo certo na apresentação. Eu e minha mãe ficamos felizes de eu estar aqui hoje", conta sorridente.

O projeto de canto, desenvolvido na unidade pelo professor Francisco Gomes, proporciona uma outra realidade aos alunos. A diretora Aida Uchôa reconhece que a música tem o poder de transformar vidas e comemora a participação dos alunos na programação do salão da SME. "Essa turma iniciou este ano, mas mesmo assim eu acreditei no potencial desses meninos e do professor e aceitei o convite para apresentarmos. Eles aprenderam rápido e fizeram bonito. O programa consolida não só a aprendizagem formal, mas a artística, que possibilita aos alunos descobrirem suas potencialidades", considera a diretora.  

Literatura
Na programação da tarde, houve também o recital de poesia do poeta Vinicius de Moraes, feita por alunos da Escola Municipal Maria Rochelle da Silva, bairro Cidade Nova (Distrito 4). Uma das protagonistas foi Geovanna Silva, do 9º ano, que terminou a apresentação orgulhosa. "Me senti poderosa no palco! Foi uma experiência maravilhosa. Aprender mais sobre poesia na escola e conhecer poetas como Vinicius me inspirou a escrever também. Apresentar o poeta ao público de estudantes foi uma possibilidade deles descobrirem também esse universo", acredita. 

O aluno Vinicius Diniz, colega de Geovana do 9º ano, diz que se apaixonou pela poesia quando começou a conhecer o gênero na escola e hoje é uma de suas formas de se expressar. "Nunca tinha ido à Bienal. Eu amei me apresentar, foi uma experiência que vou lembrar a vida toda. A poesia me ajudou muito, pois é uma forma de eu desabafar. Gostei tanto que até leio bem mais", comenta.

À frente da apresentação estava o professor de arte Cleiton Lima, que reforça o valor dessa oportunidade dos alunos estarem na Bienal. Segundo ele, "os estudantes se sentem parte do evento e isso os aproxima nesse momento de descoberta da literatura. No recital, eles entendem e conhecem o autor Vinicius de Moraes, que é brasileiro, tornando a literatura viva".