Extranet

 

SME capacita 329 profissionais de apoio especializado da Rede de Ensino

 
 
 
A Secretaria Municipal da Educação (SME), por meio da Coordenadoria do Ensino Fundamental (COEF), realizou na manhã de hoje (31/07), formação para 329 profissionais de apoio especializado da Rede Municipal de Ensino. Realizada no Hotel Recanto Wirapuru, no Dias Macêdo, a capacitação contou com a participação do secretário adjunto, Jefferson Maia, que realizou a abertura do evento e apresentou informações gerais sobre a função do profissional de apoio especializado, assim como legislação e crescimento do número de profissionais.
 
Na ocasião, Jefferson destacou a importância do trabalho dos profissionais. “Reforço o respeito e a diferença que a atividade desenvolvida por vocês traz para a sociedade ao atender aqueles que mais precisam. Os alunos com deficiência encontram na escola amparo e conforto e vocês representam referência para eles”, acrescenta o secretário.
 

Em sua fala, o secretário adjunto também apontou os avanços de Fortaleza na política de atendimento aos alunos com deficiência. O município ocupa a terceira maior rede do País e a primeira do Norte e Nordeste em Educação Inclusiva, de acordo com o Censo Escolar de 2018. Além disso, Jefferson destacou ainda o crescimento dos investimentos no apoio escolar. “Temos feito um grande esforço para investir nas crianças e nas pessoas. Hoje o município investe cerca de 10 milhões de reais por ano no apoio escolar, valor quatro vezes maior ao que era investido em 2017. Destaca-se ainda o número de profissionais que cresceu de 15, em 2015, para 329, neste ano. Destes, mais de 55 foram contratados recentemente e iniciam as atividades nas unidades de ensino amanhã”, enumera. 
 

Convidado para participar do importante momento de capacitação, o promotor de Justiça Elnatan Carlos de Oliveira reconheceu o avanço do município de Fortaleza na educação inclusiva. “Nosso trabalho é de parceria para atender aqueles que mais precisam com qualidade”, destacou o promotor.
 
A capacitação teve como tema “O profissional de apoio como agente da inclusão escolar “, abordando aspectos como identificar e agir diante das situações de risco - primeiros socorros; diferença entre espasmos e convulsão; e como favorecer o desenvolvimento da autonomia dos estudantes que necessitam de auxílio. A explanação sobre o tema da capacitação foi feita pela enfermeira e doutora em Saúde Coletiva, Francismeire Brasileiro. A palestrante também é professora e Coordenadora dos cursos de Pós-graduação em Enfermagem e Saúde Pública, do Centro Universitário Estácio do Ceará.

 
 
Para Ana Borges, profissional de apoio da Escola Municipal 15 de Outubro, no João XXIII (Distrito 3), “as formações são muito importantes pois permitem tirar dúvidas e entender a melhor formar de lidar com a especificidade de cada aluno”. Jeovane Marinho, da Escola Municipal Thomaz Pompeu Sobrinho, no Itaperi (Distrito 4), compartilha da mesma opinião da colega e acrescenta que “estes estudos direcionados, realizados pela Secretaria, são de grande importância, pois abordam, de fato, os desafios enfrentados no dia a dia da escola”.
 
Também participaram do evento o coordenador do Ensino Fundamental, Osvaldo Negreiros, e a Supervisora do Núcleo de Educação Inclusiva e Diversidade, Vivian Almada.