Extranet

 

Manipuladores de alimentos da Rede Municipal participam de formação sobre alimentação escolar

 

A Secretaria Municipal da Educação (SME), por meio da Célula de Alimentação Escolar e em parceria com a Universidade Estadual do Ceará (UECE), promoveu, nesta segunda-feira(01/07), a abertura do curso de formação para manipuladores de alimentos da Rede Municipal. A ocasião contou com a presença do executivo Joaquim Aristides; do Reitor da UECE, Jackson Coelho; da gerente da célula da alimentação escolar, Karla Menezes; e da coordenadora do PNAE, Lucimara Oliveira. A formação segue até a próxima sexta-feira (05/07).

A capacitação tem por objetivo fornecer a qualificação necessária para que o debate sobre segurança na alimentação escolar se fortaleça e seja mantido, promovendo o conhecimento e atividades entre os manipuladores de alimentos que trabalham na Rede Municipal. Em 2019, a projeção é que sejam qualificadas cerca de 400 profissionais que atendem diariamente os estudantes das unidades escolares. 

 
  
    Reitor da UECE, Jackson Coelho, durante cerimônia de abertura do evento           
 

Durante a abertura do curso, o secretário executivo Joaquim Aristides apresentou o procedimento das boas práticas na alimentação escolar e falou sobre a importância da capacitação."Encontramos uma oportunidade de promover uma reciclagem para os manipuladores da Rede e para os novos que estão ingressando. Produzimos diariamente cerca de 500.000 refeições, portanto esses procedimentos precisam ser observados de uma maneira rigorosa para que alguns problemas sejam evitados, garantido uma boa conservação dos alimentos, bem como a sua higienização", disse.

"Cada vez mais a gente consegue agregar conhecimentos e isso nos ajuda a ter mais responsabilidade, cuidado e atenção com os alimentos das nossas crianças. Aprendemos que o direto à alimentação é fundamental e entendemos a necessidade de se usar a quantidade certa de alimentos para evitar o desperdício. Além disso, o curso ainda ensina a gente a lidar com os nossos colegas de trabalho", ressaltou a manipuladora de alimentos da Creche Inês Brasil, Naide Lopes.

A formação, com carga horária de 20 horas, também terá em sua programação palestras sobre "Educação emocional no trabalho", ministrada pelo técnico da Célula de Mediação Social e Cultura de Paz, George Marinho; sobre as técnicas motivacionais, feita pelo professor Alex Paiva; debate de boas práticas da manipulação de alimentos no contexto do PNAE; entre outras atividades.