Extranet

 

Em Belém, psicomotricistas dividem experiências da Rede Municipal em seminário

 


As psicomotricistas relacionais da Rede Municipal de Ensino de Fortaleza participaram, no último sábado (23/03), do II Seminário de Psicomotricidade Relacional, em Belém, no Pará. No evento, as psicomotricistas compartilharam suas experiências de cunho teórico e prático que visam o desenvolvimento cada vez mais saudável da sociedade.

Durante a palestra principal, proferida pela professora Ofélia Pessoa, foi abordada a necessidade do desenvolvimento das habilidades socioemocionais, além do contexto de como a prática da Psicomotricidade Relacional tem contribuído de forma inovadora para o desenvolvimento global das crianças atendidas.

Em um segundo momento, durante roda de conversa, foram apresentados estudos de caso por mais duas professoras cearenses. Valdirene Lima, com o trabalho vencedor da 11° Edição Prêmio Professor Brasil/Ceará, trazendo em sua temática a Psicomotricidade Relacional no processo de aquisição da leitura e escrita. E Priscila Barros, com o trabalho publicado na edição Professor Autor de 2018, no qual expõe a prática no favorecimento da inclusão escolar.

O evento proporcionou ainda um momento vivencial, caracterizando o seminário como teórico-pratico, ao trazer a presença de representantes de várias áreas da educação e saúde, das esferas públicas e particulares. 
 

Psicomotricidade relacional 

Trata-se de uma técnica que potencializa o equilíbrio emocional, a socialização e o desenvolvimento cognitivo de alunos e professores. Permite que os participantes expressem suas dificuldades relacionais para que elas sejam superadas. 

Com a conquista de autoconfiança, autoestima, aceitação de limites, canalização positiva de agressividade, resiliência, determinação e criatividade, os alunos passam a absorver melhor os conteúdos da sala de aula, aumentando os índices de aprendizagem da leitura e da escrita.  


A Secretaria Municipal da Educação (SME) ressalta a importância da parceria com o Ciar Fortaleza, que na pessoa da Dra. Isabel Bellaguarda, vem realizando o acompanhamento continuado dos psicomotricistas relacionais que atuam nas escolas municipais de Fortaleza.