Extranet

 

Programa Viva seu Tempo otimiza ações de prevenção à gravidez na adolescência

 

Logomarca do evento

A Prefeitura de Fortaleza, por meio das Secretarias de Saúde e Educação, participa, nesta sexta-feira (01/01), do lançamento do Programa Viva seu Tempo, do Comitê Interinstitucional de Prevenção à Gravidez na Adolescência. O evento será realizado às 9h, no auditório dos Centros de Apoio do Ministério Público (Av. Antonio Sales, 1740). O lançamento é alusivo à Semana da Prevenção à Gravidez na Adolescência.

A missão da iniciativa é oferecer meios para que os adolescentes cumpram todas as etapas de suas vidas, evitando a gravidez precoce, ocasionando o abandono dos estudos ou assumindo responsabilidades impróprias para sua idade.

Segundo a coordenadora geral do programa, Dra. Elizabeth Almeida, promotora de Justiça, a ideia partiu da necessidade de alinhar ações – até então desconectadas - já realizadas por cada uma das entidades envolvidas, de forma a otimizar recursos e garantir maior eficácia nos resultados, repercutindo na Saúde, na Educação e na Segurança pública. Além das Secretarias Municipais de Saúde e Educação, o Comitê Interinstitucional é composto pelo Ministério Público do Ceará (MPCE), Maternidade-Escola Assis Chateaubriand (MEAC), Universidade Federal do Ceará (UFC), Instituto Primeira Infância (Iprede) e secretarias da Educação e da Saúde do Estado do Ceará.

Dentro do programa, a SMS e a SME terão como ações o fortalecimento do Programa Saúde na Escola (PSE), com a realização de rodas de conversas nas escolas sobre os direitos sexuais e reprodutivos, formação de professores e alunos multiplicadores de ações de prevenção à gravidez na adolescência.

A SMS, por sua vez, terá agenda específica para facilitar o acesso dos adolescentes às consultas nos postos de saúde; qualificação dos profissionais para atendimento deste público em específico; e oferta dos métodos contraceptivos fornecidos pelo Ministério da Saúde. Além disso, reforçará a educação de adolescente para adolescente, com o projeto Jovens Articuladores da Saúde, que selecionará adolescentes de 16 a 25 anos para fortalecer a rede de atenção primária do município, estimulando o protagonismo juvenil, promovendo saúde e prevenção de doenças, assim como situações de risco da própria juventude em territórios de alta vulnerabilidade da cidade.

Adolescência

A Organização Mundial da Saúde (OMS) preconiza como adolescentes pessoas de 10 a 19 anos. Além do impacto emocional provocado, a gravidez na adolescência representa uma série de riscos tanto à saúde da gestante quanto à do bebê. Estudos mostram uma maior incidência de prematuridade e baixo peso em recém-nascidos de mães adolescentes, além de um maior risco de óbito perinatal. É frequente a reincidência de gravidez na adolescência, principalmente naquela menina que muda de parceiro, é solteira e tem baixa escolaridade. Também é preocupante a diminuição da idade da gravidez na adolescência.

(Com informações do Portal da Prefeitura de Fortaleza)