Extranet

 

Distrito de Educação 3 realiza II Mostra da Educação Infantil com unidades escolares

 

Dramatização, musicais, teatro e diversas apresentações culturais de palco marcaram a II Mostra da Educação Infantil, realizada no último dia 14 de dezembro, no auditório Professora Cira Petrola, do Distrito de Educação 3. O evento teve como objetivo proporcionar momentos de interação entre crianças e adultos, permeados pelo encantamento, alegria e construção de conhecimentos significativos.

A mostra abordou a temática dos Direitos de Aprendizagem instituídos pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que devem ser garantidos nas unidades de educação infantil. O tema central “Autores potentes, tecendo cultura” remete ao protagonismo de todos os envolvidos no processo de ensino e aprendizagem das crianças, respeitando suas falas, necessidades, desejos e curiosidades.

Por meio da cultura e da arte, os estudantes participaram de diversas experiências exitosas e exibiram um pouco do trabalho realizado na rotina escolar dos CEIs, das escolas municipais e das creches neste ano.

Durante o desenvolvimento das atividades, houve um momento em que as crianças foram acolhidas pelas professoras psicomotricistas Priscila Barros, Jaqueline Melo e a Shirleibergue, que proporcionaram uma vivência com a psicomotricidade relacional, utilizando um material que simboliza um paraquedas, elaborado com um enorme tecido colorido. A ideia principal desse exercício foi trabalhar as relações sociais, a convivência e os afetos. Em seguida, as crianças foram convidadas a interagir com esses tecidos e com os outros colegas participantes.

Outro ponto significativo da mostra foram as colaborações do orientador educacional da Rede Municipal de Ensino, Daniel Tavares, idealizador do Projeto “Jardim Musical”, que oportuniza vivências utilizando a linguagem musical como ferramenta integradora, com a missão de trazer todo um repertório voltado para as cantigas infantis. Além disso, Daniel também realiza um trabalho com música dentro das unidades escolares, desenvolvendo atividades que estimulam nos estudantes o movimento corporal.

A técnica e formadora do Distrito 3, Nádia Cavalcante, explica que é fundamental fomentar a troca de conhecimento através dessas experiências exitosas, tendo em vista o fortalecimento da autonomia dos estudantes. “A ideia desse momento de troca de experiência é realmente compartilhar saberes, trazendo como eixo principal a questão do protagonismo de todo o grupo, tanto das crianças, como dos coordenadores”, frisou.

O encerramento da ação se deu com a contação de histórias da pedagoga do CEI São Carlos, Mirlena Silva, e da assistente educacional do CEI Joaquim Nogueira, Carolina Mota. Por fim, houve a representação dos formadores dos seis Distritos de Educação com a proposta de realizar trocas de saberes com os alunos.