Extranet

USUÁRIO:

Sair

 

No Dia do Orientador Educacional, SME reúne profissionais para homenagens no Parque do Cocó

 

Parceiro, amigo e conselheiro. No processo educativo, o orientador educacional assume papel nobre de relacionamento com a comunidade escolar. No Dia do Orientador Educacional, celebrado nesta terça-feira (04/12), a Secretaria Municipal de Educação (SME) realizou evento que reuniu profissionais da Rede Municipal pela manhã no Parque do Cocó, para celebrar a data e homenagear esses profissionais, que acolhem todos sem discriminação. 

>>> Confira as fotos do encontro no Facebook da SME >>>

O encontro iniciou com acolhida musical dos alunos da Escola Municipal Demócrito Rocha, na Messejana (Distrito 6), vencedores do III Festival de Protagonismo Juvenil. Em seguida, houve homenagem aos orientadores que já se aposentaram, deixando seu legado de acolhimento. Ivaneide Luna e Luiza Alice, aposentadas em agosto deste ano, representaram todos os que já contribuíram com a educação integral na Rede.
 
O secretário executivo da Educação, Joaquim Aristides, representou a SME e ressaltou a importância dos orientadores para o crescimento emocional e cognitivo dos alunos. "Agradecemos o trabalho com amor e seriedade feito pelos orientadores. Eles são os guardiões da paz e amorosidade em nossas escolas", enfatizou.
 
A SME vem aperfeiçoando e valorizando o trabalho desenvolvido pelos orientadores educacionais, por meio da Célula de Mediação Social e Cultura de Paz. Segundo a professora Lady lima Vieira, gerente da célula, “esses profissionais podem fazer a diferença na escola se os gestores souberem trabalhar em parceria com eles, pois são grandes colaboradores para unir escola e família e promover convivência amigável entre todos os segmentos da escola”.
 
  
Orientadores educacional da Rede Municipal foram homenageadas durante encontro
 
Atuação
Em Fortaleza, os orientadores educacionais têm participação ativa e significativa contribuição na melhoria da qualidade da Rede Municipal. Em 2018, com a implantação do Projeto EMPAZ, que desenvolve a mediação de conflitos, a comunicação não-violenta e os círculos da justiça restaurativa como metodologias para promover a cultura de paz no ambiente escolar, ficou ainda mais evidente o caráter intrinsecamente mediador e restaurativo desta função. 
 
Os técnicos da Célula de Mediação Social e Cultura de Paz, responsáveis pela implantação do projeto piloto em treze escolas municipais de 6º a 9º ano, afirmam que a participação e o envolvimento dos orientadores tiveram uma importância decisiva para o êxito desta ação, reconhecendo, inclusive, que nas escolas onde existem orientadores como referência para o EMPAZ, os resultados do projeto já são evidenciados e foram potencializados pela atuação cotidiana dos profissionais.
 
A SME deseja que toda unidade escolar possa um dia ser beneficiada pela atuação comprometida e qualificada de um orientador educacional, este educador que constrói pontes e fortalece vínculos, que não apenas educa a mente, mas também alimenta a essência humana com a sua empatia, com o seu acolhimento e sua amorosidade.
 
 Parabéns a todos os orientadores educacionais de Fortaleza!