Extranet

 

Alunos da EJA debatem sobre projetos e desafios no Papo de Futuro

 

A vez de compartilhar ideias e falar o que pensa no Papo de Futuro foi dos alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) da Rede Municipal, no encontro que ocorreu na noite desta terça-feira (20/11), no Cuca Mondubim. Cerca de 50 estudantes participaram do bate-papo, que teve como pautas os projetos desenvolvidos na sala de aula, boas ideias e desafios da área.

>>> Confira as fotos no Facebook da SME >>>

 
A secretária da Educação, Dalila Saldanha, participou do encontro e parabenizou a garra dos jovens e adultos que, mesmo com os obstáculos da rotina, persistem na caminhada pela educação. "Temos quase 13 mil alunos na Rede, e quem trabalha com eles se renova diariamente. No encontro, ouvimos histórias de jovens guerreiros, depoimentos que estimulam a todos a continuar a caminhada da educação. Parabéns a cada um. Minha gratidão a toda equipe de profissionais empenhada nesse trabalho", agradeceu.

Após um dia de trabalhos e cuidados com filhos e marido, a aluna do EJA Maria Mendes Feitosa, de 43 anos, da Escola Municipal Paulo Sérgio de Sousa Lira, no bairro Passaré (Distrito 6), chega ao Papo de Futuro com sorriso largo e orgulhosa de usar a farda da escola. De volta à sala de aula depois de 30 anos, ela retoma o sonho de estudar, interrompido na adolescência pela necessidade de trabalhar. 
 
"É um prazer estar aqui no evento e conhecer outras histórias de gente como eu. Tenho o sonho de estudar e acredito que não é tarde para recomeçar. Hoje não dependo das pessoas para pegar ônibus, sei ler e escrever meu nome. Estudo com meus filhos e eles me ensinam muito. Quero ir longe nos meus estudos e tenho fé que vou conseguir", aposta Maria, que tem na torcida a diretora da escola, Maria Ana Paula dos Santos, uma de suas principais incentivadoras.
 
A gestora da EM Paulo Sérgio de Sousa Lira se diz feliz com a oportunidade dos alunos da Educação de Jovens e Adultos de participarem do evento. "A EJA é uma modalidade diferente e precisa deste espaço. É gratificante para a  gente encontrar pessoas com mais de 65 anos que têm prazer em estudar. Para quem está à frente da escola, isso é motivador. Impulsiona qualquer professor. Que tenhamos mais momentos assim, pois nossos alunos têm muita coisa boa a compartilhar", avalia
Maria Ana Paula.
 
  
Cerca de 50 alunos da EJA participaram do Papo de Futuro
 
Aprendizado
Aos 45 anos, Isaque Pereira Lima, da Escola Municipal Francisco Edmilson Pinheiro, no Conjunto Ceará (Distrito 5), volta aos estudos. No início, o aluno lembra que via muitos obstáculos, mas depois tudo se tornou motivos para seguir com os estudos.
 
"Voltei aos estudos pois me sentia mal de não saber ensinar a tarefa de casa dos meus filhos. Hoje, estudo na mesma escola que eles. Penso que a escola é cada um de nós, alunos. E se a gente valorizar e fizemos a diferença, faremos a diferença também na sociedade. E é disso que nosso país precisa", defendeu Isaque, na frente da sala para todos os alunos.