0

0

0

Extranet

Para ter acesso a Intranet insira seu usuário e senha do e-mail institucional.

USUÁRIO:

Sair

 

Salão Outubro Docente 2018 encerra com expectativa superada em número de inscritos

 

Após dois dias de exposição de trabalhos e compartilhamentos de experiências, a edição 2018 do Salão Outubro Docente foi concluída na tarde desta quinta-feira (18/10), na Unipace, com a participação dos profissionais da Educação de Fortaleza envolvidos no evento. Os 63 professores selecionadas no Edital "Projeto Professor Autor: Fazendo História... Trocando Figurinhas" 2018, que expuseram os trabalhos durante a mostra, foram certificados na cerimônia, que contou ainda com palestra "Lições que Encantam", ministrada pela professora Amélia Albuquerque. 

A secretária Dalila Saldanha participou do encerramento e ressaltou a evolução da 2ª edição do Salão Outubro Docente, que ultrapassou as expectativas da SME ao dobrar o número de inscritos e ter que publicar dois volumes da Coleção “Magistério Municipal de Fortaleza em Destaque”. "A segunda edição supera o sucesso do ano passado. Os resultados foram atingidos e os professores estão de parabéns pelos trabalhos de qualidade e por serem protagonistas dos avanços que a rede de Fortaleza vem construindo", comemora. 

Para o secretário adjunto, Jefferson Maia, a tendência é de que cada vez mais o Salão Outubro Docente seja consolidado na Rede Municipal. "Esperamos que a semente do Salão se desenvolva e, cada vez mais, tenhamos uma coletânea qualificada de produções, para deixar registrado os projetos para as próximas gerações. O Salão é uma referência da qualidade dos profissionais da nossa Rede", considera.

Entre as lições passadas na palestra de abertura, está a ideia que encantar é fazer aquilo que ninguém espera e surpreender de forma positiva. Outro ensinamento transmitido por Amélia Albuquerque é a necessidade de se criar um espaço propício à conversa na sala de aula. "A melhor característica de um professor neste século é promover em sua sala de aula o diálogo. Precisamos ensinar os alunos a conversarem, pois isso permite uma troca intensa entre os seres humanos. Precisamos ensiná-lo a conviver com as diferenças e a respeitar o que o outro pensa", reforça.   

Professora Amélia Albuquerque durante palestra de abertura

Trabalhos

A professora Karen Costa Justo, uma das participantes, foi a escolhida para falar em nome dos professores da experiência de participar da edição 2018. Na percepção dela, o sentimento entre todos é unânime: gratidão. "Durante o evento, percebi que todos estavam felizes em participar e assistir. O novo formato de sala foi muito legal e propiciou melhores momentos de compartilhamentos entre todos. O Salão é uma forma de dizer que é possível a superação, vencer as dificuldades que aparecerem na rotina. Agradeço aos gestoras, a SME e toda equipe”, declara.

O projeto “Cantos de Atividades Diversificadas: os diferentes ambientes de aprendizagem na Educação Infantil”, da professora Maria Ivânya Brito Teixeira, foi mais um dos 63 selecionados e expostos no Salão. Entre os objetivos do trabalho está o favorecimento do conhecimento de si e do mundo, por meio de experiências com diferente ambientes.

“Ter participado do evento me fez perceber como é importante divulgar projetos que desenvolvemos na sala. Antes não tinha noção disso, inclusive, foi minha coordenadora que me deu força para participar. Conheci outros projetos possíveis de pôr em prática na minha escola. Quem sabe ano que vem participo com uma ideia melhor", projeta.

Leia mais: Primeiro dia do Salão Outubro Docente tem rodas de conversa e lançamentos de livros

Leia mais: Boas ideias apresentadas na 1ª Quarta Docente inspiram professores da Rede Municipal

Leia mais: Segundo encontro da Quarta Docente traz experiências de 6 psicomotricistas relacionais