Extranet

 

Alunos da EM Moura Brasil visitam Observatório de Fortaleza e participam do projeto "Tardes em Quadrinhos"

 

Os alunos da Escola Municipal Moura Brasil, no bairro Moura Brasil (Distrito da Educação 1), visitaram o Observatório de Fortaleza, no Centro, na tarde dessa quinta-feira (20/09). As atividades integram a programação do Projeto “Tardes no Observatório” e foram acompanhadas pelos professores e coordenadores da unidade escolar.

No Observatório de Fortaleza, cerca de 50 alunos do 6° ao 9° ano do Ensino Fundamental II passearam pelos espaços de convivência com a professora Chrislane Coelho e experimentaram atividades como uma roda de conversa com três profissionais convidados, que são  amantes do gênero quadrinhos (HQs) : o diretor da Biblioteca Municipal Dolor Barreira, Eduardo Pereira; o quadrinista, ilustrador, arte-educador e empresário Daniel Brandão; e o quadrinista Raymundo Netto, que é designer, escritor e produtor cultural. 

Os convidados conversaram com os alunos sobre as narrativas históricas da Cidade de Fortaleza por meio da linguagem dos quadrinhos, envolvendo o contexto histórico no qual Fortaleza está inserida, o que possibilitou novas descobertas sobre a origem, a memória e a evolução quanto ao cenário cultural e social da capital.  
 
Durante a visita, os estudantes também conheceram obras da literatura em quadrinhos e conversaram sobre a diferença entre mangá e quadrinhos.
 
A coordenadora pedagógica da EM Moura Brasil, Erineuda Soares, conta que o momento foi um ganho para a aprendizagem dos estudantes, pois puderam conhecer melhor sobre a importância da linguagem em quadrinhos enquanto gênero. “O exercício de manusear os mapas em telas interativas ampliou a visão de mundo dos nossos alunos. Eles ficaram super empolgados com os painéis de acessibilidade e de mobilidade urbana, tendo em vista que houve uma enorme integração dos grupos de alunos com as instalações que mostravam as ruas e os bairros da cidade”, explica.

O projeto “Fortaleza em Quadrinhos” é aberto ao público e ocorre às quintas-feiras, pela tarde, no Observatório de Fortaleza. A ação é dirigida pela professora Cláudia Leitão.