Extranet

 

[AGOSTO+] Espetáculo 'A Máquina de Pororó' reúne mais de mil alunos da Rede Municipal

 

As crianças interagiram com os personagens durante a apresentação

O universo lúdico do teatro faz parte do processo de aprendizagem dos alunos da Rede Municipal de Fortaleza. Como parte da programação de atividades do Agosto+, o espetáculo 'A Máquina de Pororó' reuniu mais de mil estudantes, no Teatro Antonieta Noronha e na Casa de José de Alencar. As apresentações ocorreram desde junho. 
 
A direção do espetáculo é assinada pelo ator e pedagogo da Rede Municipal de Ensino, Lunardo Martins, também coreógrafo com trabalho voltado para linguagens da mímica e do riso, gêneros textuais e aspectos do cotidiano. O pedagogo enfatiza o papel do teatro na educação. "A peça proporciona um momento de aprendizado, pois é uma forma de oportunizar aos alunos a vivência de uma aula nova, com alegria e partilha de experiências circenses”, argumenta.
 
A peça é uma comédia infantil interativa, com referências ao circo e ao Charlie Chaplin - um dos atores da era do cinema mudo, famoso pelo uso de mímica. A história conta o dia a dia de um palhaço de rotina agitada, que resolve desenvolver uma máquina de pipoca mirabolante para criar receitas diferentes. Com um enredo envolvente, a apresentação atraiu a atenção das crianças e possibilitou aprendizados como autonomia criativa.
 
Aprendizado

Segundo Lunardo, o propósito da peça foi possibilitar uma aula interativa e dinâmica para as crianças, através da ludicidade. Durante o espetáculo, houve um momento em que os alunos interagiram com os demais participantes e colocaram a mão na 'massa' durante a criação das receitas. "A metodologia que utilizo é a ação e representação. Através do teatro, conseguimos aplicar esse ensino e possibilitamos aprendizagem significativa para os alunos”, defende o professor. 

Confira a galeria de imagens do espetáculo: