Extranet

Para ter acesso a Intranet insira seu usuário e senha do e-mail institucional.

USUÁRIO:

Sair

 

UFC apresenta aos gestores escolares projeto Aprendizagem Cooperativa e Solidária

 

 A imagem pode conter: 9 pessoas, pessoas sentadas, multidão e sapatos

A Secretaria Municipal da Educação (SME) realizou, na tarde desta terça-feira (13/03), um Seminário sobre Aprendizagem Cooperativa e Solidária. O evento, que reuniu diretores e coordenadores pedagógicos das escolas municipais que ofertam Ensino Fundamental II, teve objetivo de apresentar o projeto da Universidade Federal para os gestores e ampliar sua atividade na Rede Municipal de Ensino.

A proposta foi apresentada pelo Coordenador de Articulação entre a Universidade e a Escola Básica (COART) e do Programa de Estímulo à Cooperação na Escola (PRECE), Manoel Andrade, que destacou os métodos em transformar a escola em um ambiente mais plural e acolhedor. “Por meio da UFC, queremos fomentar um modelo de escola de aprendizagem cooperativa e solidária oferecendo uma jornada formativa dos professores e, com isso, aproximar a Universidade da educação básica”, aponta.

A participação no projeto será por adesão e o seminário foi a oportunidade de apresentar aos gestores as atividades desenvolvidas e o formato de atuação. A Aprendizagem Cooperativa e Solidária contribui com o desenvolvimento da excelência acadêmica com equidade, trabalhando a parceria entre professor e aluno, a autodeterminação dos estudantes, a educação emocional, a aprendizagem cooperativa e a solidariedade.

O projeto Aprendizagem Cooperativa e Solidária já é desenvolvido em algumas escolas municipais e a proposta do município é ampliar essa atividade que, segundo o secretário adjunto da Educação, Jefferson Maia, traz benefícios ao desenvolvimento escolar dos alunos. “Essa iniciativa tem resultados concretos nas escolas onde ele já está em atividade. Ela leva novas abordagens e metodologias ao processo de ensino e aprendizagem, com foco no desenvolvimento da autonomia do estudante e fortalecimento das competências emocionais dele. O que contribui significativamente para o aprendizado”, destacou.

Em algumas escolas de Fortaleza, projetos que trabalham o protagonismo e a cooperação já são desenvolvidos. O diretor da escola municipal de Tempo Integral José Carvalho, Alex Viana, já avalia a Aprendizagem Cooperativa e Solidária como algo que vai somar ao trabalho desempenhado na unidade. “Essa proposta bem estruturada dará uma base ainda maior a um trabalho que já é desenvolvido na Escola de Tempo Integral, que é o exercício da autonomia, que é o jovem fazendo parte do processo e sendo corresponsável pelos resultados e participando ativamente do cotidiano escolar”, explica.

O seminário aconteceu no auditório Murilo Aguiar da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará e já trouxe aos interessados em aderirem ao projeto proposto e coordenado pela UFC a proposta da Jornada Formativa que se iniciará no primeiro semestre de 2018 para as escolas interessadas em aderir ao Plano.