Extranet

Para ter acesso a Intranet insira seu usuário e senha do e-mail institucional.

USUÁRIO:

Sair

 

Spaece: Fortaleza supera 90% de alunos alfabetizados na idade certa e alcança melhor resultado da sua história

 

Os dados preliminares do Sistema de Avaliação Permanente da Educação Básica do Estado do Ceará (Spaece e Spaece-Alfa) de 2017 mostram que o município de Fortaleza alfabetizou 91,9% dos alunos na idade certa e obteve a melhor proficiência da história, com 202 escolas no nível adequado. Os indicadores foram divulgados na tarde desta terça-feira (06/03), pelo prefeito Roberto Cláudio e a secretária da Educação, Dalila Saldanha, no auditório Deputado Murilo Aguiar da Assembleia Legislativa.

A capital cearense saltou de apenas 20 escolas no nível adequado, em 2012, para 30, em 2013; de 74, em 2014, quase dobrou em 2015 com 146 escolas. Já em 2016, 196 escolas ficaram no nível adequado e, em 2017, esse número chegou a 202, atingindo um aumento de 910% no período de 2012 a 2017. Além disso, alcançou 57,7 pontos a mais na proficiência em relação aos resultados de 2012, passando de 131,4 para 189,1 em 2017.

>>> Acesse os dados preliminares das avaliações do Spaece 2017 <<<

5º ano

Considerando a evolução no percentual do número de alunos do 5º ano no nível adequado na disciplina de português, o número passou de 24,4 (2013) para 45,3 (2017). Já em matemática, o resultado saiu de 10,6 (2013) e chegou a 28,2 (2017). Quanto às escolas que atingiram o nível adequado em português, o número cresceu de 5 (2012) para 59 (2017). Em matemática, no ano de 2012, nenhuma escola havia alcançado o nível adequado e, em 2017, o número chegou a 12.

Em relação ao desempenho dos jovens do 5º ano, a avaliação apresentou os seguintes resultados: na disciplina de língua portuguesa, a proficiência de alunos no nível adequado subiu de 199,4 (2012) para 219 (2017); em matemática, passou de 204,2 (2012) para 222,2 (2017).

9º ano

Já no 9º ano, o percentual de número de alunos no nível adequado na disciplina de português passou de 9 (2013) para 18,1 (2017). Em matemática, cresceu de 0,7 (2013) para 4,3 (2017). Sobre a proficiência, os alunos do 9º ano saíram de 246,4 (2012) em língua portuguesa, para 257,5 (2017). Na Matemática, o índice passou de 247,3 (2012) para 246,3 (2017).

Ações de fortalecimento da aprendizagem

Uma das metas da atual gestão é fortalecer a aprendizagem dos alunos da Rede Municipal de Ensino. Para isso, um conjunto de estratégias com esse foco vem sendo executado e fortalecido ano a ano. As ações macro são:

✔Estruturar formação com foco nos coordenadores pedagógicos;

✔Estruturar formação específica aos professores de matemática, incluindo material estruturado para utilização em sala de aula;

✔Acompanhamento pedagógico sistemático com intervenções ao longo do ano letivo, priorizando os níveis crítico e muito crítico em todas as séries;

✔Ampliar o tempo pedagógico dos alunos;

✔Realizar acompanhamento longitudinal dos alunos com intervenção

✔Intensificar as ações do programa Aprender+

Expansão das matrículas

O Censo Escolar da Educação Básica 2017, mais importante levantamento estatístico educacional brasileiro, realizado pelo Inep, apontou a expansão das matrículas em todas as faixas de ensino em Fortaleza. Consequentemente, as escolas municipais têm obtido mais avanços em indicadores como o Spaece e a Avaliação Nacional da Alfabetização (ANA), o que reforça a credibilidade da Rede.

A Rede Municipal de Ensino de Fortaleza vem avançando a cada ano nos resultados de avaliações externas. O crescimento está relacionado a medidas como a seleção de gestores por mérito, valorização dos profissionais com realização de concurso público e reconhecimento a professores e gestores por meio do Prêmio Escola com Excelência em Desempenho (Pemed), além da melhoria na infraestrutura das escolas e engajamento dos pais.

Escala do Spaece

 A escala da alfabetização (2º ano) é constituída por cinco padrões, representados pelas seguintes pontuações: até 75 pontos – não alfabetizado; de 75 a 100 – alfabetização incompleta; de 100 a 125 – intermediário, de 125 a 150 – suficiente e acima de 150 – nível desejável.

Os resultados do 5º ano, por sua vez, são identificados a partir de quatro padrões de desempenho, sendo para Língua Portuguesa: até 125 pontos – muito crítico; de 125 até 175 – crítico; de 175 até 225 – intermediário, e acima de 225 – nível adequado. Para Matemática, os padrões de desempenho dos alunos do 5º ano são expressos através dos seguintes níveis: até 150 pontos – muito crítico; de 150 até 200 – crítico; de 200 até 250 – intermediário, e acima de 250 – nível adequado.