Extranet

Para ter acesso a Intranet insira seu usuário e senha do e-mail institucional.

USUÁRIO:

Sair

 

Projeto Detetives contra o Aedes será ampliado nas escolas municipais em 2018

 
 
O projeto Detetives contra o Aedes continuará integrando o plano de combate ao mosquito da Rede Municipal de Ensino de Fortaleza em 2018 e será ampliado para 12 escolas municipais, com a participação de mil alunos. O anúncio foi feito na manhã desta quinta-feira (01/03), pela secretária da Educação, Dalila Saldanha, na Escola Municipal Professora Maria José Macário Coelho, no bairro Passaré, onde houve a divulgação do conjunto de ações que será realizado ao longo do ano nas unidades escolares de Fortaleza. 
 
Confira a galeria de fotos no facebook da SME.
 
No projeto, os alunos são empossados com o título de “detetives”, recebem uma cartilha e uma lupa e passam a atuar como protagonistas e multiplicadores de conhecimento entre familiares e vizinhos. A titular da Secretaria Municipal da Educação (SME), durante o evento, também anunciou o lançamento da 2ª edição do Selo "Escola Amiga da Saúde: Todos contra o Aedes"; a disciplina de Educação Patrimonial, ofertada no contraturno escolar pelo programa Novo Mais Educação; e a manutenção da quarta-feira como Dia “D” da Educação no combate às arboviroses. 
 
De acordo com a secretária, o plano de combate foi impulsionado a partir do Comitê Técnico de Combate às Arboviroses, criado pela Prefeitura de Fortaleza, com envolvimento de todas as secretarias. “A Secretaria da Educação elencou medidas de combate voltadas para a cidadania e protagonismo das crianças, jovens e profissionais da Educação”, frisou.
 
O diretor da EM Professora Maria José Macário Coelho, Erivaldo Ferreira, ressaltou que a unidade escolar vem desenvolvendo um trabalho de combate ao Aedes desde o ano passado e que, para 2018, as atividades serão intensificadas. “Somos e continuaremos sendo agentes multiplicadores dessa ideia. Essa é uma manhã gratificante, já que a nossa escola foi escolhida para o lançamento do plano de ações de combate na Rede”, afirmou.
 
Para a aluna do 9º ano, Vivian Oliveira, o combate ao mosquito dentro da escola é essencial. “Acho importante esse trabalho conjunto porque ele ultrapassa as portas da escola, chega aos nossos pais e à nossa comunidade”, destacou. 
 
Dentro das principais ações que serão executadas em 2018, se destacam iniciativas como o "Quarteirão limpo, Vida segura", que prevê a criação de brigadas formadas por pessoas da própria comunidade para a monitoria dos focos nos quarteirões próximos às escolas, a criação das brigadas juvenis, que envolvem os grêmios escolares e o lançamento do Selo "Turma Amiga da Saúde", que certificará as turmas com maior destaque na execução dos trabalhos de combate ao mosquito.