Extranet

Para ter acesso a Intranet insira seu usuário e senha do e-mail institucional.

USUÁRIO:

Sair

 

[SEDUC] Spaece 2017: Seduc promove seminário para debater formulação de políticas públicas

 

DSC 0281

A Secretaria da Educação do Estado do Ceará, por meio da Coordenaria de Avaliação e Acompanhamento da Educação (Coave), realiza, nesta terça e quarta-feira (dias 16 e 17 de janeiro), um seminário para debater estratégias de ação para o ano de 2018, tendo em vista a realização do Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica (Spaece), no dia 17 de outubro de 2017. O evento reúne cerca de 200 participantes em Fortaleza, entre coordenadores e superintendentes das 20 Coordenadorias Regionais de Desenvolvimento da Educação (Crede) e Superintendência das Escolas Estaduais de Fortaleza (Sefor), técnicos da Seduc, diretores e coordenadores escolares. O secretário Idilvan Alencar esteve presente na abertura do encontro.

O seminário tem direcionamento mais voltado para a questão acadêmica, com análise de dados e proposição de ideias. "Nós somos uma organização que tem foco em resultado. Em 2017, isso ocorreu como nunca havia acontecido. E, para ter foco em resultado, priorizamos o lado pedagógico. Uma série de ações foram empreendidas, com muita energia de cada um que compõe o processo", observa Idilvan.

A secretária adjunta Marcia Campos, que também participou da solenidade, defende que a avaliação é um instrumento facilitador na tomada de decisões com o objetivo de incrementar a qualidade do processo educacional. "É uma ferramenta muito importante para a gestão, no amplo sentido que esta palavra representa. A avaliação permite insumos para que possamos adotar medidas que contemplem toda a rede, intervindo tanto na parte administrativa, como na pedagógica, dentro das escolas. A avaliação traz o foco para a função essencial da escola, que é a aprendizagem do aluno", aponta.

O coordenador da Coave, Luciano Nery, explica que o seminário também terá um workshop, com o intuito de orientar os participantes a saberem fazer uso dos indicadores avaliativos, para a construção de planos de ensino. "São dois dias de trabalho intenso, com análise de dados, reflexão sobre os resultados obtidos, e a proposição de estratégias. Vamos pegar os planos de 2017, ver as ações que tiveram maior impacto e replanejá-las", esclarece.

O Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação (Caed), da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora-MG (UFJF), parceiro da Seduc nas iniciativas voltadas à avaliação educacional, foi representado pelo professor Wagner Silveira Rezende, que enalteceu a posição do Ceará em relação ao Brasil, neste quesito. "O Ceará é a maior referência em termos de avaliação educacional em larga escala no Brasil. É um estado do Nordeste que experimenta, ano a ano, melhores resultados do que outros estados brasileiros, o que começou a chamar a atenção nacionalmente", revela.


Sobre o Spaece

O Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Ceará (Spaece) tem como finalidade diagnosticar a qualidade da educação pública cearense e tem servido de base para implementação de políticas públicas educacionais e de práticas pedagógicas inovadoras nas escolas estaduais e municipais.

Criado em 1992, o Spaece tem como focos a Avaliação da Alfabetização – Spaece-Alfa (2º ano do EF), Avaliação do Ensino Fundamental (5º e 9º anos) e Avaliação do Ensino Médio (3ª série e EJA). A iniciativa tornou-se em um instrumento essencial na fomentação de debate público e na promoção de ações orientadas para a melhoria e execução da democratização do ensino, garantindo a todos igualdade de acesso e permanência na escola.

(Com informações do Governo do Estado do Ceará)