Extranet

Para ter acesso a Intranet insira seu usuário e senha do e-mail institucional.

USUÁRIO:

Sair

 

Fortaleza amplia número de matrículas em todas as faixas de ensino, diz Censo Escolar

 
 
Segundo o levantamento do Inep, entre os destaques está o crescimento de 108,9% no atendimento em Tempo Integral
 
A Rede Municipal de Ensino de Fortaleza registrou aumento no número de matrículas em todas as faixas de ensino, conforme o Censo Escolar da Educação Básica 2017, divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira nesta terça-feira (26/11). O resultado vai na contramão do Brasil, que reduziu o número de matrículas no Ensino Fundamental nas escolas públicas.
 
Na capital cearense, a matrícula foi ampliada em 5,03% na comparação com 2016, passando de 197.381 para 207.302 alunos. De acordo com o Censo Escolar, a expansão de matrícula ocorreu tanto na Educação Infantil (+9,63%) – com destaque para as vagas de creche (+10,53%) - como no Ensino Fundamental (+4,02%) – com maior aumento entre as turmas de 6º ao 9º ano (+6,29%) - e também na Educação de Jovens e Adultos (+2,78%).
 

Fortaleza também foi destaque nacional no atendimento em Tempo Integral, com aumento de 108,9% na rede pública, um dos maiores crescimentos do País. Só no Ensino Fundamental a expansão foi de 169,8%, enquanto na Educação Infantil as matrículas cresceram em 17,1%.

Outra modalidade que acompanhou a evolução foi a Educação Inclusiva, cujo número de matrículas subiu 41,4% entre 2016 e 2017.

Para a secretária municipal da Educação, Dalila Saldanha, a expansão de matrículas registrada nos últimos anos em Fortaleza é resultado da priorização da Educação pelo prefeito Roberto Cláudio em sua gestão desde 2013, com ações como a seleção de gestores por mérito; valorização dos profissionais com realização de concurso público; melhoria da infraestrutura das escolas; investimentos na Educação Infantil, com 100 unidades na gestão, sendo 12 novos Centros de Educação Infantil inaugurados só em 2017, além da ampliação da Educação de Tempo Integral, por meio da construção de Escolas de Tempo Integral e da consolidação de programas de jornada ampliada, como o Novo Mais Educação, Integração e Pró-Técnico.

“Em 2012, Fortaleza tinha apenas 20 escolas no nível desejado de alfabetização. Chegamos a 196 em 2016, segundo o Spaece. A Avaliação Nacional de Alfabetização (ANA) também apontou Fortaleza como a melhor capital do Norte e Nordeste em leitura, escrita e matemática. São conquistas que repercutem na credibilidade da nossa Rede de Ensino e apontam que estamos no caminho certo para continuarmos avançando”, reforça Dalila, enfatizando o engajamento e o compromisso dos pais e de todos os profissionais que fazem a Educação de Fortaleza com o sucessos das nossas crianças e jovens.

Censo

O Censo Escolar é o principal instrumento de coleta de informações da Educação Básica e o mais importante levantamento estatístico educacional brasileiro na área. É coordenado pelo Inep, órgão vinculado ao Ministério da Educação, e realizado em regime de colaboração entre as secretarias estaduais e municipais de educação e com a participação de todas as escolas públicas e privadas do país.

Ele abrange as diferentes etapas e modalidades da Educação Básica e Profissional como o Ensino regular (Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio); Educação Especial – modalidade substitutiva; Educação de Jovens e Adultos (EJA); Educação profissional (cursos técnicos e cursos de formação inicial continuada ou qualificação profissional).