Extranet

Para ter acesso a Intranet insira seu usuário e senha do e-mail institucional.

USUÁRIO:

Sair

 

Estudantes de Fortaleza recebem Prêmio Sefin de Finanças Públicas

 

Trinta e seis estudantes do ensino fundamental e médio de Fortaleza receberam, nesta quarta-feira (13/12), a premiação da 10ª edição do Prêmio Sefin, uma iniciativa da Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria das Finanças (Sefin). A ação visa orientar os alunos das redes pública e particular de ensino sobre a importância dos tributos. Neste ano, concorreram 2.843 trabalhos. Inspirados no tema: “Como o Imposto Constrói uma Nação?”, os estudantes desenvolveram redações, poemas, desenhos e vídeos.

Oito escolas municipais foram reconhecidas: Antônio Sales, Nossa Senhora de Fátima, Francisco Edilson Pinheiro, Guiomar da Silva Almeida, José de Alencar, Moura Brasil, Professora Irene de Sousa Pereira e Prof. Alexandre R. de Albuquerque.

O evento de premiação ocorreu no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas de Fortaleza (CDL) e contou com a presença do secretário das Finanças, Jurandir Gurgel; do secretário executivo das Finanças, Jaime Cavalcante; do secretário executivo da Educação, Joaquim Aristides de Oliveira; do coordenador do Grupo de Educação Fiscal do Estado do Ceará, da Secretaria da Fazenda (Sefaz), Argemiro Torres Neto; e da diretora regional da Escola de Administração Fazendária (ESAF) Ceará, Maria Margarida de Souza.


“Estamos hoje aqui com os nossos eternos parceiros: ESAF, Sefaz e SME, que nos ajuda a realizar esse programa de educação fiscal. Temos um carinho muito grande pelo Prêmio Sefin, exatamente pelo papel transformador que ele desenvolve, pois acreditamos que a educação fiscal vem no sentido de favorecer a consciência cidadã dessas crianças e jovens. E se nós queremos uma cidade mais justa, mais solidária, mais pacífica, com uma melhor estrutura, precisamos de recursos que a sociedade coloca à disposição do poder público, que deve investir em bens e serviços para a população”, afirmou Jurandir Gurgel.

O secretário executivo da Educação, Joaquim Aristides de Oliveira, destacou que a educação fiscal nas escolas contribui para a consciência cidadã dos estudantes. “Não podemos deixar de compreender que a escola não ensina só a ler, a escrever e a contar, mas principalmente precisa ensinar o indivíduo a ser cidadão. Esse processo de educação fiscal ele se insere dentro dessa construção de valores que precisamos transmitir aos nossos alunos, na construção de sua cidadania e de sua responsabilidade”.

O Prêmio Sefin é dividido em quatro categorias: alunos do 1º ao 4º elaboraram um desenho, já os do 5º e 6º ano criaram um poema, os estudantes do 7º ao 9º ano escreveram uma redação e alunos do ensino fundamental e médio desenvolveram vídeo sobre o tema da edição: “Como o Imposto Constrói uma Nação? ”.

“O Prêmio Sefin não é um projeto isolado, ele culmina diversas outras ações de educação fiscal desenvolvidas, como o Projeto Escola, o Programa Nota Fortaleza, a capacitação de professores e Núcleo de Apoio Fiscal e Contábil. Essa união intensifica o trabalho de educação fiscal nas escolas, com os alunos e com os professores”, destacou a gerente da Célula de Educação Fiscal da Secretaria das Finanças, Fátima Gondim.

Neste ano, 98 escolas municipais, estaduais e federais participaram do Prêmio Sefin. Desse total, além das escolas municipais, foram contempladas: a estadual, Centro de Educacional de Referencia Professora Maria José Santos Ferreira Gomes; as federais, Colégio Militar de Fortaleza e Colégio Militar do Corpo de Bombeiros e as particulares, Odilon Braveza, Menino Jesus de Praga, Farias Brito Central, Luan Kennedy, Farias Brito Junior Seis Bocas, Colégio Master Sul e Colégio Professor Alexandre Rodrigues de Albuquerque.

Os vencedores receberam um smartphone, e o professor do aluno premiado ganhou o valor de R$ 1.000,00 (mil reais), em qualquer uma das quatro categorias. 

O Prêmio Sefin tem o objetivo de levar conhecimentos básicos sobre educação fiscal e cidadania aos estudantes das escolas públicas e privadas da Capital. Termos como tributos, bem público, cidadão, direitos e deveres são trabalhados em sala de aula pelo professor, ajudando os alunos a desenvolver os trabalhos que participam da seleção. 

(Com informações do Portal da Prefeitura de Fortaleza)