Extranet

Para ter acesso a Intranet insira seu usuário e senha do e-mail institucional.

USUÁRIO:

Sair

 

Estudantes apresentam produções artísticas no II Festival de Artes e Protagonismo

 
 
A Secretaria Municipal da Educação (SME) promoveu, na tarde desta sexta-feira (08/12), o II Festival de Artes e Protagonismo da Rede Municipal de Ensino de Fortaleza, na Universidade do Parlamento Cearense. O evento, que teve como tema “Em busca de um mundo sustentável”, foi o momento de envolver as unidades escolares em uma programação de valorização do protagonismo dos estudantes e de suas produções artísticas. A programação contemplou os melhores trabalhos em seis categorias: teatro, dança, produção audiovisual, música, fotografia, artesanato e desenho.
 
A coordenadora de Gestão Escolar e Articulação da Comunidade da SME, Lucidalva Bacelar, explica que o Festival representou a culminância das atividades artísticas realizadas nas escolas durante o ano. “Eles apresentaram para o município os trabalhos deles, e tentamos valorizar premiando os melhores com cursos de aperfeiçoamento dessas aptidões em instituições públicas de Fortaleza”, ressalta.
 
As escolas de Fortaleza inscreveram os trabalhos no período de seleção do Festival. No evento desta sexta-feira, 32 equipes mostram seus talentos. A avaliação fica a cargo de técnicos da educação municipal e convidados.
 
A secretária da Educação de Fortaleza, Dalila Saldanha, acompanhou as apresentações artísticas, visitou a exposição e parabenizou os alunos pelo trabalho. “Nosso objetivo ao valorizar e incentivar as iniciativas de protagonismo é descobrir talentos e tornar a educação mais prazerosa. Precisamos de um currículo cada vez mais integrado às atividades como essa, que contribuem com a educação integral dos estudantes. Estão todos de parabéns”, disse.
 
Os alunos da Escola Municipal Aldaci Barbosa competiram na categoria música. Caio Robson e Graziela de Souza, parte do grupo musical, afirmaram que iniciativa foi de um dos professores da unidade fora dos horários de aula regular e que só trouxe benefícios. “Depois que comecei a participar da banda só cresci e hoje toco instrumentos mais avançados e estou mais desinibida, além de ensinar outros alunos. Estar aqui hoje mostrando isso e competindo é um privilégio”, comentou Graziela.
 
Outra unidade municipal que levou produções artísticas para o Festival de Artes e Protagonismo foi a Escola Municipal de Tempo Integral Joaquim Francisco. A professora Rejane Léa e os alunos Ana Júlia Bezerra e João Victor Aguiar apresentaram máscaras de gesso produzidas por eles em sala de aula. O trabalho participou na categoria artesanato e, segundo a docente, contribuiu com o processo de aprendizado e convívio entre os alunos.
 
“Desenvolvemos um trabalho baseado na técnica de máscaras grega e, com isso, despertou-se o interesse no teatro, na história, na linguagem e até na matemática. Essa experiência sensorial é muito gostosa e divertida”, avaliou. O molde das máscaras é feito pelo rosto dos próprios alunos e, depois de feitas, são pintadas também pelas crianças.
 
A abertura do Festival ficou por conta dos alunos da Escola Municipal João Hypólito de Azevedo e Sá, que conquistaram o segundo lugar nacional do Prêmio Peteca, na categoria música.  O prêmio selecionava iniciativas de promoção do combate ao trabalho infantil.