Extranet

Para ter acesso a Intranet insira seu usuário e senha do e-mail institucional.

USUÁRIO:

Sair

 

SME encerra atividades letivas do Integração em 2017 e comemora o atendimento de mil alunos no programa

 

Uma mostra de talentos, com muita música, dança e poesia no Cuca do Mondubim. Assim, foi encerrado, nesta sexta-feira, o ano de 2017 do Projeto Integração, realizado pela Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Educação (SME).

O Projeto Integração existe desde 2015 e começou com 300 jovens. Hoje, no terceiro ano do projeto, já reúne cerca de mil alunos de 23 escolas da Rede Municipal de Ensino de Fortaleza. Durante o contraturno escolar, os estudantes têm aulas de reforço e empreendedorismo, além de atividades esportivas, música, teatro e dança. Inicialmente, o Integração funcionava apenas nos Cucas. Este ano, novas parcerias com os clubes sociais da cidade trouxeram novas vivências para os jovens envolvidos. “As atividades físicas são um complemento porque, estando com o corpo bem preparado, eles ganham na questão cognitiva. Nossa avaliação interna já mostrou que os participantes melhoraram em 70% o rendimento na escola”, destacou a secretária da Educação, Dalila Saldanha.

Uma das beneficiadas, Gisele Lopes, de 14 anos, entrou no projeto Integração este ano. Recebeu reforço em português e matemática e escolheu o hip hop como atividade complementar. Passa a manhã na Escola Municipal Martha dos Martins Coelho Guilherme, no Jangurussu (Regional VI), e à tarde se dedica às vivências do projeto. “Eu era muito tímida, mas melhorei minha relação com as pessoas. Minhas notas de matemática subiram e eu gosto muito de dançar. Acho que fiquei mais feliz e meus pais também”, disse a estudante.

Os alunos do Integração no Cuca Barra do Ceará abriram a cerimônia com uma apresentação musical, com jovens mostrando as aptidões desenvolvidas com instrumentos como bateria, violão e guitarra. Já os estudantes que desempenharam atividades no Cuca Mondubim trouxeram teatro, com adaptações de textos de Luís Fernando Veríssimo, e dança de rua, que apresentaram junto aos alunos da Barra do Ceará.

Além disso, os estudantes que fizeram oficinas de fotografia nos Cucas Jangurussu e Barra do Ceará mostraram o resultado das imagens coletadas durante o semestre. Os jovens que participam do Integração nos Clubes Sociais dos Diários e BNB apresentaram musicais com temática urbana e sobre cultura afro. Para encerrar o evento, a aluna Izaiane Barbosa, recitou o poema “A caminhada da vida” de Bráulio Bessa.

O projeto garante ainda três refeições, dois lanches, almoço e transporte escolar, permitindo que os alunos permaneçam o dia todo. “São crianças que têm experiências com atividades que não tem na escola. Esse projeto foi idealizado pelo Prefeito Roberto Cláudio pra trazer mais oportunidade para os nossos jovens e, a cada ano, ele será ampliado, com mais jovens participando e com novas parcerias sendo formadas. Isso é importante para eles, para as famílias e para a Cidade”, disse o secretário da Juventude, Júlio Brizzi.