Extranet

Para ter acesso a Intranet insira seu usuário e senha do e-mail institucional.

USUÁRIO:

Sair

 

Fortaleza supera média do Brasil em leitura, escrita e matemática na Avaliação Nacional de Alfabetização

 

Fortaleza está acima da média brasileira em níveis de leitura, escrita e matemática, segundo resultados da Avaliação Nacional da Alfabetização (ANA). Os dados foram divulgados pelo Ministério da Educação (MEC) nesta quarta-feira (25/10), e apontam um crescimento de Fortaleza em todos os índices que, no caso da leitura e escrita, também superam as médias do Ceará e do Nordeste.

A ANA é aplicada aos alunos do 3º ano do ensino fundamental, considerado o último do ciclo de alfabetização. Entre os destaques, na escrita, a capital cearense passou de 60,65% em nível suficiente, em 2014, e já atinge um percentual de 76,32% de alunos, superando Ceará (70,71%), Nordeste (49,17%) e Brasil (66,15%). 

Na leitura, em 2014, menos da metade dos alunos (48,17%) da rede municipal apresentou nível suficiente. Já em 2016, passou para 55,69% dos alunos. Esse resultado também está acima do alcançado no Ceará (54,76%), Nordeste (30,85%) e Brasil (45,27%).

Na matemática, Fortaleza superou o cenário de 2014, quando apenas 40,64% alcançaram nível suficiente, e conseguiu, em 2016, atingir o percentual de 50,62%. Neste quesito, a capital continuou acima da média brasileira (45,53%) e da Região Nordeste (30,54%), e está próximo do resultado no Ceará (51,72%).

A Avaliação Nacional da Alfabetização é um dos instrumentos do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) e mede os níveis de alfabetização e letramento em língua portuguesa, a alfabetização em matemática e as condições de oferta do ciclo de alfabetização das redes públicas. Passam pela avaliação todos os estudantes do terceiro ano do ensino fundamental matriculados nas escolas públicas no ano da aplicação.

 

Evolução e ações relevantes
Para a secretária Dalila Saldanha, o crescimento expressivo de Fortaleza nas três competências avaliadas - leitura, escrita e matemática – é reflexo do engajamento de todos os profissionais da educação da rede municipal e das ações implementadas pela gestão desde 2013. "Estamos muito felizes comemorando o resultado. É um momento também de reconhecer, principalmente, o esforço coletivo de toda uma rede, iniciado com a decisão política do prefeito Roberto Cláudio em eleger a educação das crianças de Fortaleza a aprendizagem na idade certa como prioridade na sua gestão", avaliou.

Entre as ações executadas nesses quatro anos que contribuíram para a evolução na educação fortalezense, a secretária destaca: a seleção de gestores por mérito, a valorização dos profissionais com realização de concurso público e pagamento do piso com todos os seus direitos garantidos em torno do estatuto do magistério; a melhoria da infraestrutura das escolas; o Programa Municipal de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino (PMDE), com verba repassada às escolas para implantação do projeto pedagógico; a criação do prêmio Escola Municipal de Excelência em Desempenho, reconhecendo e premiando com recursos financeiros as escolas que conquistam os níveis desejáveis de alfabetização, e também de aprendizagem do 5º e do 9º ano.

Outra ação relevante é o foco na aprendizagem no âmbito do Programa de Alfabetização na Idade Certa, promovido pelo Governo do Estado. "Agora o Mais Paic, e que Fortaleza decidiu implementar em toda sua rede assim como todos os demais municípios", valorizou Dalila Saldanha.

"Ainda temos muitos desafios, mas continuamos nessa gestão com foco na valorização e no reconhecimento do trabalho do professor, na gestão da escola, nas equipes da SME sede e dos distritos. Continuamos com esse mesmo espírito de um trabalho coletivo, acreditando que o professor é o protagonista principal desse importante projeto de educação de Fortaleza, em parceria com os pais. Parabéns, educadores, professores e gestores de Fortaleza", celebrou a titular da SME.