Agendamento aposentadoria

Extranet

Para ter acesso a Intranet insira seu usuário e senha do e-mail institucional.

USUÁRIO:

Sair

 

Secretária Dalila Saldanha apresenta balanço da pasta na Comissão de Educação

 
 
A secretária da Educação, Dalila Saldanha, apresentou, nesta quarta-feira (13/06), um balanço da gestão municipal na área junto à Comissão de Educação da Câmara Municipal de Fortaleza. Na ocasião, a secretaria teve a oportunidade de apresentar aos vereadores Jorge Pinheiro, Marcio Martins, Guilherme Sampaio e Daniel Borges o balanço histórico da educação, os avanços e os desafios da Rede Municipal de Ensino.
 
Durante o encontro, a secretária respondeu aos questionamentos levantados pelos vereadores, esclarecendo pontos como os investimentos em infraestrutura executados e planejados para o parque escolar. Entre 2013 e 2016, a gestão municipal investiu mais de R$ 40 milhões em melhorias no parque escolar. Considerando as intervenções desde 2017, os investimentos ultrapassam R$ 30 milhões, com 260 equipamentos beneficiados e 330 intervenções concluídas ou em execução. Além disso, a SME garantiu recurso emergencial para todas as escolas, que receberão R$ 10 mil para manutenção preventiva e corretiva nos espaços físicos. Ao todo, o repasse será de R$ 2,9 milhões.
 
A titular da SME apresentou aos vereadores os números de atendimento em Fortaleza, que conta com mais de 217 mil alunos matriculados e dispõe de um parque escolar com 560 unidades educacionais, entre Escolas de Tempo Integral, Escolas de Tempo Parcial, Centros de Educação Infantil, creches conveniadas e outros equipamentos. Também foram mostrados os avanços nos indicadores educacionais, como o Spaece e a Avaliação Nacional da Alfabetização (ANA).
 
Outro avanço envolve os resultados do rendimento escolar, que, segundo o Censo Escolar 2017, Fortaleza apresentou o melhor desempenho no período dos últimos dez anos, com taxa de aprovação de 94,2%; índice de reprovação de 4,5% e índice de abandono de 1,3%. Esse desempenho implica em redução de custos com reprovação.
 
Com base nas metas globais, a titular da SME apresentou os esforços para a garantia do cumprimento, por exemplo, para a criação de 6 mil novas vagas em creche e universalização da Pré-Escola, além da melhoria dos indicadores de qualidade da afrendizagem, incluindo o processo de alfabetização.
 
Também reforçou as ações de valorização do magistério, incluindo o acordo acertado com a categoria de professores, que garantiu reajuste de 6,81%, conforme o piso nacional do magistério, pago em três parcelas, sendo 2,95% em janeiro, 1,86% em julho e 1,86% em novembro, sem retroativo.
 
O atendimento em tempo integral e as ações para o fortalecimento da aprendizagem, envolvendo formações, a política do Aprender Mais, a busca ativa, programas como o Mais Alfabetização e o Alfa 3, também foram destacados pela secretária.